sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Queres...


Eu corro,
minutos, segundos,
me escondo
e sondo
outro meio de fugir..

mas sua imagem sorridente
me alcança
me pega
me joga na cama
me despe,
me ama,
me jura em saliva
orgasmos,
sussurros, poesia....
e eu me rendo

de novo me rendo...

e você torna a ocupar
todos os meus espaços....

Sandra Freitas


[....]

Meu amor,
meu desejo por ti
não tem limites,
não existem espaços.

Sei bem
onde te procurar
nos momentos insaciáveis
e queres
que te jogue na cama
te dispa,
te ame,
te jure em saliva
orgasmos
e enorme prazer!

Exaustos
olhas para mim
e teus olhos falam:
de novo me rendi!

José Manuel Brazão



Sem comentários:

Enviar um comentário