quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Te deste! (ISA e ZÉ)



Pareço sonhar
mas existes
no tempo que vivo.


Te desejo
no meu constante
pensamento
e tu negas
sem convicção
o querer, o desejar!


Sabes
que o teu sorriso
me aproximará
e esse momento,
momento de amor
não recuará...


... sorriste
e despojada de receios
te deste...


Teu corpo
pediu o meu percorrer
e senti tua pele sedosa,
húmida, Brilhando
Como o Sol reflecte no mar!


Minhas mãos e meus lábios
sentiste,
tuas ancas dançaram
teus braços
me envolveram
nossos corpos
não mais pararam...


Te deste,
sentiste
e amaste!


O prazer aconteceu
e teus olhos disseram:
jamais esqueceres
esse momento
da nossa entrega
na hora de amor
salgado
bem temperado
como convém...


José Manuel Brazão




[....]


Mesmo em meio a dor
meu desejo aflora
sinto percorrer em meu corpo
a vontade do teu toque
a suavidade de seus labios
o calor de suas mãos
Ouço sua voz cheia de prazer
devorando-me
Meu corpo fica em chamas
clamando pelo teu
quero sua posse
de tudo que é meu!


ISA


_ _

Sem comentários:

Enviar um comentário