sexta-feira, 5 de novembro de 2010

A alegria voltou para mim!





A alegria
minha companheira
de tantos anos,
de repente
zangou-se comigo!


Não sei
o que lhe deu,
nem tão pouco
o que lhe fiz!


Não a estimei?
Talvez!


Cansei
de disfarçar,
muitos obstáculos,
que ultrapassei!


O disfarce
desgastou-me
e as forças
foram gastas
e não recuperadas!


Não é tarde!


Saberei
procurá-la,
acarinhá-la
e trazê-la
de novo para mim!


Afinal,
quem estava zangado?


Eu…!

Mas já não estou!



José Manuel Brazão

_ _

Sem comentários:

Enviar um comentário