quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Abro-me ao Mundo

Sonhando
vou por aí,
sinto-me
entre a terra e o céu!


Percorro
montes e vales,
rios e oceanos,
países e continentes.


E o que vejo?


Fome e miséria,
iminentes mortes.


Bem –estar,
muito bem-estar,
ignorando os carentes.


Atroz egoísmo
num planeta
com guerras,
ódios, invejas;
amor onde paras?


O sonho
vai partindo
e deixa-me a imagem
de que existem dois mundos!!


José Manuel Brazão


_ _

Sem comentários:

Enviar um comentário