terça-feira, 30 de novembro de 2010

Teus lábios



Olho para ti
e vejo os teus lábios
colorirem tua beleza.
Procuro neles
as palavras tímidas,
mas carinhosas,
sinceras
e sonhadoras.

Teus lábios
inspiram muito amor,
para receberes
e para dares…

Teus lábios
juntam-se aos meus
e voamos
com as asas do amor!

José Manuel Brazão

Meu coração vagueia...


Bate
bate meu coração,
de tanto amor dar.

Vagueia
por aqui, por ali
deixando um pedacinho
a cada um, com carinho!

Vagueia
esperando um afecto,
um palavra, um consolo!

Vagueio
na minha missão,
sem olhar a quem,
mas Alguém
está atento
e dá-me o pedacinho
que não guardei para mim…

José Manuel Brazão

Oi amor, saudade...



Solitária, sim...
O meu coração faz eco
Anda vazio, fechei a porta
todas as janelas estão bloqueadas
Minha prisão...


Esse amor que maltrata meu coração
Chama, grita, mas quem pode ouvir?

Oi amor, saudade...

ISA


[....]


O teu olhar
levou-me à paixão.
depois ao amor!

É um amor sem limites,
sem hesitação,
bebendo as tuas palavras,
a tua dedicação,
o teu amor em silêncio,
por vezes escondido,
outras vezes assumido!

Ninguém roubará
este amor que corre,
que se alimenta em nós!

Solitária, mão...
somos prisioneiros deste amor!

José Manuel Brazão


_ _

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Anjo (Amigo) que perdeste!

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=dPpWRuXgF60[/youtube]


Com asas paradas,
não voas...
e ficas apenas
junto da tua cria!

Tiveste
um Amigo (anjo),
deste por ele,
mas depois
Ignoraste-o
e ficaste só;
apenas a tua cria!

Com a mão recusada
e com amor amigo para dar,
quem porá tuas asas
a voar novamente...?

José Manuel Brazão

Com o pensamento em alguém (Poeta e Amiga) que me julgou um Amigo vulgaríssimo (descartável)deixou-me partir... e ficámos distantes no tempo; Como lamento!

Nunca te sentirás só!

http://www.youtube.com/watch?v=pC4ZOxpu2rs&playnext=1&list=PL42FCE8D84892946E&index=1


A vida é bela,
mas nem sempre
é fácil o caminho a trilhar!

Já percorri muito
do meu caminho
com muitas curvas
e contra-curvas.

Tomei cautelas,
mas mesmo assim
elas nos enfrentam
e nem avisam!

Na tua insegurança vivida
pensa n’Ele.
eu estarei contigo
e nunca te sentirás só!

Jose Manuel Brazão

Renascer

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=G14yFAdKfsw&feature=player_embedded#![/youtube]

[img width=300]http://2.bp.blogspot.com/_Kpeov3_d-aU/S-P7RjdiX2I/AAAAAAAANLM/CJEYLW09CRA/s400/renascer.gif[/img]

Nasci
para um caminho.

Cresci
a percorrê-lo
parando
aqui e acolá,
pensando
na linha da vida!

Vivi
entre hesitações,
sensações
e tentações!

Vivo
numa curva do caminho,
procurando meu destino,
sempre
com o olhar
em quem passa,
nos que vou conhecendo:
que me acarinham,
me sorriem
e nos que me amam!

Renascerei
para ser melhor,
do que fui ontem…

[b]José Manuel Brazão[/b]

domingo, 28 de novembro de 2010

Amor dos amores!


Amores
que entraram
e ficaram em mim
como se fossem eternos!

Vivi cada um
me dando de corpo e alma
esquecendo a vida,
a minha vida,
sonhando
e vivendo esses amores,
como se fossem os únicos,
os mais belos
com entrega,romantismo,
beleza e emoção...

Todos guardados
em mim
neste coração infinito
que não abandona
quem amou
e ama
e levará consigo
após o sorriso final,
O amor
Desses amores!

José Manuel Brazão

Dedicado às Mulheres que amei na minha Vida!


Sou quem sou!


Sou
o que a vida me permitiu,
sou
o que na vida me sorriu,
me entristeceu,
me enlutou…

Sou
um amigo da paz,
da tolerância
e do Amor…

Sou
um amigo fiel,
sempre ao lado
dos fracos,
dos aflitos,
dos carentes.

Sou
um homem
que defende
a dignidade,
a honra
e a verdade!

Sou
o que outros pensarem,
mas, sou quem sou!

José Manuel Brazão

http://www.youtube.com/watch?v=8sXouVRShi0

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O sol que procurava!



Conheço-te
e admiro-te,
mas não te vejo,
vai tanto tempo!
Imagino a tua sensibilidade
e a tua sensualidade,
usadas nas palavras.
Porque te escondes?
Liberta a tua alma!
Usa o poder criativo,
o poder da palavra!
Sê mensageira:
da paz e da harmonia.

Ficarás bem contigo
e terás sempre este amigo:
companheiro na luta,
na conquista dum mundo diferente.

Será utopia?
Talvez!
Sonhar é viver.
Vivamos com esperança
até morrer!

Conta comigo,
sempre!
Meu sol que procurava …

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=HQJp_MMfFoE&feature=related

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Esperança em ti!




Não estou capaz de sonhar,
mas de viver o que desejo
nesta Vida de instantes
que me preocupam,
com esperança em ti!

Nem sempre o Sol brilha,
nem sempre a Lua sorri,
mas caminharemos
se necessário voaremos
nas asas do amor,
do nosso amor
e por aí
vamos à descoberta
do que desejamos
e ansiamos!

Um futuro
de fraternidade,
solidariedade
e enfim,
amor
amor sem fim!
Assim queremos
e conquistaremos!
Vivo na esperança
em ti, por nós!

José Manuel Brazão

terça-feira, 23 de novembro de 2010

INTERVALO!!!!

Open in new window


És um homem feito poema!

Poesia,
fascínio e magia!

Como te adoro
e serás eterna,
no meu escrever
e no meu viver!

Poemas
que afastaram
os meus dilemas,
renovaram 
a minha alma,
confirmaram
o meu amor
e já não passo
sem ti:
Poesia!

Neste amor
pelo mundo da Poesia,
sinto e dizem-me,
és um homem feito poema!

José Manuel Brazão
Dedicado aos Poetas e em especial a Maria Valadas
Que me chamou “És um homem feito poema”.

Open in new window


Beijos e Abraços do ZÉ
José Manuel Brazão


Open in new window

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Tu és a razão!


Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!

Conhecemo-nos
tão bem,
como se vivêssemos,
juntos
cada instante da vida!

Distante
vivo as tuas amarguras,
os teus dilemas,
o querer e não poder,
que por vezes
penso :
estamos tão próximos!

São os meus pensamentos,
distante de ti!
Estou cansado de sonhar,
mas vivo para te amar!

Há tanto tempo,
que sonho
com este momento!

Aguardo o teu sorriso!

José Manuel Brazão

_ _

Amor da minha vida



Amo-te
como nunca amei!

O tempo passa
e no meu silêncio
amo a tua voz,
o teu pensamento,
o teu querer,
a tua paixão!

Vivemos
este amor ardente,
com admiração
um pelo outro,
com o desejo
de que o tempo pare
para nós saborearmos
este amor doce,
generoso
e carinhoso;
este amor único!

Seguiremos
nossos caminhos,
sempre unidos,
queridos,
como amantes
de uma só vida,
que nos uniu,
sorriu
e nos levará
até sempre,
ao pensamento
do meu e teu poema,
da nossa Vida
Hoje aqui...
... amanhã
no além...!

José Manuel Brazão


_

sábado, 20 de novembro de 2010

Lágrima (R)


Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por seres generosa,
uma pedra preciosa
a decorar o meu coração!

Quando penso
e penso em ti,
vem o sonho duma paixão,
sonhada, mas por viver!

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por ver
não estares ao pé de mim!

Apenas sonho
e vem a lágrima…

José Manuel Brazão

_ _

Só tu e eu! (para NEUSA)




Só tu
me provocas a ansiedade
de viver o amanhã!

Só tu
me encantas
na procura da felicidade
que não tinha!

Só tu
sentes a serenidade,
que procuravas!

Só tu e eu
temos
um amor  louco,
amor sem hesitação,
amor provocante
amor sem limites,
e amor sem recuo!

Só tu e eu
temos
o amor das nossas vidas!

José Manuel Brazão

* Para a minha querida Amiga NEUSA, poeta que se expressa muito bem na paixão e no amor. *

_ _

Encanto!




Você que tem encanto nos olhos
Ternura e amor no sorriso...
Alegria e humor contagiante,
Que nos leva no paraíso!


É a luz do sol poente
Escondendo na montanha...
Deixando saudade na gente,
Mesmo antes que se ponha!


Você é o céu estrelado
Em noite de lua cheia...
É o amor mais amado,
É o fogo que incendeia!


Tem um coração imenso
Que quer a todos abraçar...
Com suas belas palavras,
Consegue a todos alcançar!


Você que é um tesouro
Uma pedra valiosa...
Lapidada por Deus
Sempre serás assim,
Te amo amigo meu!


Belarose




[....]


Quando estou triste,
ficas aflita;
não me queres assim.
Conheces-me bem
e em sintonia comigo,
não deixas este amigo,
ficar mais assim.
Com palavra de alento,
com o teu sorriso,
com o teu coração,
enfim …
com a tua teimosia,
volta a alegria,
caminhamos…


Dantes:
queria ajudar-te,
libertar-te.


Agora:
sentes
que não estou bem,
e melhoro só de saber
que sentes.


Dou-te tudo …
a tolerância,
a compreensão,
a fraternidade,
o amor …


Dou-te tudo …
o que me pedires,
aquilo que tenho,
partilhando.


Dou-te tudo …
o que me pedires,
porque contigo,
não há tristeza!


José Manuel Brazão



_ _

Minha Mãe em poesia


Ivone, Mãe querida

Desde que partiste,
minha Mãe,
Ivone, Mãe querida
raro é o dia:
que não te pressinta,
não te sinta,
que não te recorde,
que não te tenha presente.
Para outros
estás ausente!

Quanto mais tempo passa,
mais recorro a ti
meu anjo da guarda
de todos os dias
da minha Vida!

Deste muito amor
e pouco recebeste!

Serás recompensada,
muito iluminada,
minha Mãe,

Ivone, Mãe querida
de todos os dias…


MÃE, apenas por um véu!

Vi-te
e não acreditei!

Apelei
para me falares!
Apareceste
através das palavras!

Dissemos
um ao outro,
como caloroso
e carinhoso
é o nosso amor!

Dissemos adeus
Separados
Mãe,
apenas por um véu…


Mãe, preciso tanto de ti!

Há tanto tempo,
que te vi partir
e naquele momento
dissemos adeus
com um “até sempre”!

Há tanto tempo,
que a espera
do “até sempre”
tarda!

Aflita
para que nada aconteça!
Feliz
pelo bom que me apareça!

Há tanto tempo
e os anos passam;

Mãe,
preciso tanto de ti!

José Manuel Brazão


A todas a Mulheres que cumprem essa Missão eu as valorizo e venero!







_ _

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Por ti daria a Vida!





No amor
tudo pode acontecer!
Paixões incontroladas,
loucos amores,
arrebatadores,
de desejos permanentes,
de prazeres sem fim!

Amores
que se perpetuam
em que ele lhe diz:
por ti daria a vida!

Ela sorri!
Ele olha e pergunta:
porque estás assim?
Volta a sorrir e diz:
amor,
tu és a minha vida!

José Manuel Brazão

_ _

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Mar imenso


Mar imenso

Olho para o mar,
perco o horizonte!

Mar imenso
que nos distancia,
mas não nos afasta!

Nosso amor
conhece o mar,
navega nele
todos os dias
da nossa vida!

Não haverá
naufrágio
e chegará a bonança,
as águas acalmarão,
e o meu coração,
liberto da tempestade,
esperará com esperança,
o dia
em que o mar imenso
nos aproximará,
para sempre,
para sempre, meu amor!

José Manuel Brazão

_ _

Noite de amor







Aperto os seios flamantes,
calo o sexo entre as pernas,
pra abafar meus gritos de desejo.

Então você ouve meus apelos
e vem em sonhos curar a minha febre,
calar meus gemidos,
tomar meus sentidos,
e finalmente adormeço,
enquanto meus poros
sussuram seu nome
como uma prece.


Sandra Freitas




[....]




Olhei teu corpo,
senti teus apelos;
os teus poros
como chamando por mim.


Senti o teu desejo
nesse corpo
em posição de entrega.
Sono agitado, mas
abrindo teus olhos
de braços abertos
recebeste meu corpo
e não mais calaste teu sexo!


José Manuel Brazão























_ _

Belarose: Olhos marinhos



Olhos
sempre os olhos
na vida de cada poeta!

Mas os teus olhos
são diferentes;
a cor que sobressaie
em teu rosto
nos deixa carentes
e me lembra
em noites de luar
uma maresia de amor!

Esse azul evidente
e da cor do mar,
me leva para horizontes
sem fim!

Esses olhos marinhos
de ti em mim,
me confortam
entre muitos carinhos!

José Manuel Brazão


_ _

Uma Vida com estrelas sem Céu


Quis parar neste tempo,
olhar pela sua memória
e recordar tempos de outrora,
de passado recente,
tempos de agora!

Vi muitas estrelas na vida,
que brilhavam
iluminando meu corpo e alma
e outras apenas meu corpo.

Foi um desfile constante
em muitas noites de luar,
mas algumas
Não brilhavam como outras!

Passou tempo...
E hoje entendo
que já não brilhavam,
porque se escondiam
com vergonha
do mal que me fizeram...

Afinal
eram estrelas sem céu!

José Manuel Brazão

_ _

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

De mãos dadas



Passa o tempo
e nós
sempre juntos,
sempre unidos
para o bem,
e para o pior,
solidários, solitários …

Não te deixo,
não me deixas.
Nossos corações batem,
cada vez:
que penso em ti
e tu pensas em mim!

Estendemos as mãos
para nos aproximarmos.
Puxam nossos corpos,
mas não conseguem!
O nosso amor
é superior!
Estaremos Aqui ou Além,
como sempre
de mãos dadas!

José Manuel Brazão

Um poema que nasceu como um desejo meu e que tu tão bem o tens realizado. Levarei comigo pensando em ti e tu nas voltas que a Vida dá, guarda-o no teu coração de Mulher bem iluminada!
Beijo do ZÉ


http://refugiodasemocoes.blogspot.com/

_ _

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Nosso amanhcer! (ISA-ZÉ)





Caminho sem saber por onde ando
Sonhando em chegar até você
Meus pensamentos voam
já os aprisionei, mas
como fumaça eles escapam
e sem perder tempo....
buscam você meu eterno amanhecer


ISA




[....]


Este amor inacabado,
sem limites e tempo,
vibra intensamente
em nossos corações,
vivem próximos:
não passam um sem o outro!


Um amor vestido de saudade,
por cada momento
que se afastam…


O nosso amanhecer é radioso,
nasceu dentro de ti
e passei a vivê-lo!


O anoitecer não o vejo,
esqueci-o!


Nosso amor está vivo,
com o amanhecer,
após outro amanhecer…
… e assim será…
até sempre!


José Manuel Brazão


_ _

Parti...





Parti ao encontro
de um anoitecer
que alivie minha alma,
depois de um amanhecer,
que aparecia
com um sol radioso,
mas enublou minha vida!


Nesse amanhecer,
vivi esperança,
paixão e amor.


Quando ia o Sol,
vinha o poente
e no silêncio da noite,
meu coração ficava doente!


Esse amor adormeceu,
tornou-se sono profundo,
para não acordar!


Mas acordei
e vi uma Luz,
que não era o Sol
do amanhecer,
mas um sinal
para não ir por aí…


Confiei,
errei
reflecti:
o amor é belo,
mas vivido
com bom senso,
compreensão
e entrega!


Recordei:
um amor por viver,
palavras belas
sem convicção,
promessas sem fim
em encontros
e desencontros,
nesta caprichosa vida!


Com um amor assim,
sempre em frenesim,
disse não
e parti…


José Manuel Brazão

_ _

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

O que sinto e o que vejo!


Sinto em mim
uma tristeza presente,
que não me abandona
e não sei porque chegou
e se instalou!

Sonhei muito,
vivi ainda mais
e não defendi
a minha mente
das ilusões criadas,
no acreditar fácil
e na ingenuidade
que não tem idade.

Vejo em mim
trilhos para caminhar,
sem saber o que viverei
para virar minha Vida
e sair deste anoitecer
esperando e acreditando
num novo amanhecer,
que me leve a tristeza
que vive em mim!

José Manuel Brazão


_ _

BRASIL: proclamação da República






Sou um português
que não renega suas raízes!
Sinto o meu país
que me deu filhos
e netos,
me deu alegrias
e tristezas,
me ensinou a amar,
a viver,
a perder e a vencer!


Que me deu de Amigos,
amigos
que são família
fora da Família!


Mas
sou português
com um carinho especial,
Ppelo Brasil
e suas gentes!
O carinho e o amor
que atravessam o Atlântico
e vêm até mim,
calorosos,
generosos,
com amor sem fim!


Sou Português
com gosto brasileiro!


José Manuel Brazão

_ _

domingo, 14 de novembro de 2010

Pobre Poeta do amanhã!


Escreve
como se sonhasse,
se vivesse
num mundo de encanto,
de ternura e amor!

Escreve
para alimentar a alma
de quem o lê,
recebendo
gestos de amor!

Escreve poemas
para aliviar os dilemas;
os seus
e dos outros…

Se não escrever,
morrerá a alma do Poeta,
ficando apenas:
um homem,
uma vida
e um pobre Poeta
agonizante…

Apagam-se as luzes…
Mas ficou a honra
e a sua Poesia!

José Manuel Brazão

_ _

Dança nostálgica


Entras nesse palco,
percorres todo o espaço
olhando
para tudo que te fascinou,
recordando
essas noites de encanto;
dançando
interpretavas com o corpo
a paixão, o amor,
a tristeza, a tragédia,
em movimentos esbeltos,
para esse público que se rendia,
à tua técnica, estética
e vocação!

Entregavas-te ali
de corpo e alma.

Agora
percorrido aquele espaço
na tua memória do tempo,
te espero
Para aliviar essa nostalgia!

José Manuel Brazão

Para ti Sissa que serás sempre bailarina

_ _ _

EU e Rosangela Colares


Sei que vieste com o propósito de num site de Literatura, dar ar fresco para as nossas Almas de Escritores ficarem lúcidas e transparentes!

Tu com o sorriso lindo da tua foto no Egipto entraste no Luso-Poemas em O5/JAN/2009, mas apresentaste apenas o teu primeiro texto “Coroa de glória”
em 3 de Abril!

Aqui neste espaço irei recordá-lo!

Muita Luz
José Manuel Brazão


Coroa de Gloria

Semeia o bem e você apanhara loureiros
A vida e como uma folha que nasce
Mas depende do caule, que depende da raiz
Que depende do solo, que depende da água
Que depende do homem. Para que de doces frutos
A arvore bem regada será como uma coroa para ti
Oh! Jardineiro de Deus

Assim e o amor agape, eros e filo
Sem rancores com teus amores
Que dão mais, os que dão menos e os que nada dão
Na estrada da vida, e do amor siga seu professor
Mas saiba; você será o que quer ser
Remova as duvidas e não desperdice as modéstias
Não minto, simplesmente sinto e quando sinto; falo.
Eu e meus sentires...

Rosangela Colares


_ _

sábado, 13 de novembro de 2010

Um amor inacabado





Bela e formosa
na juventude,
provocaste
paixões e amores,
onde viveste
um grande amor!

Mulher
feita ingénua,
deste
e pouco recebeste!

Chegou a hora
da tua desilusão;
desse amor
ficou o teu coração
em pedaços,
os teus braços caídos!

O tempo passou…

… mas ficou a chama,
essa chama,
que te aquece a alma.

Tens marcas dessa paixão
e amor,
que nunca sararam
e por ti
passam imagens
nebulosas
e dolorosas,
mas outras
Enfim…
de rara beleza!

Segues o teu caminho
com a honra
e a dignidade
que não te envergonham,
dum amor inacabado!

José Manuel Brazão


_ _

Voltarei!



Te vejo partir
Sorrio amarelo
Vou deixar que você vá
Que beba de outras fontes,
Que cheire outras flores,
Que viva outros amores,
Que sonhe em outras camas
e goze entre outras pernas.


Mas você vai voltar
pra morrer em mim.
Por que eu sou a sua casa
Morada eterna do seu amor
Habitação perpétua do seu desejo.
Sou seu túmulo,
Sua lápide,
Seu descanso,
Seu fim.
Por isso, parei de chorar
pois seu lugar é em mim.


Sandra Freitas


[....]

Sinto na minha alma
o eco das tuas palavras,
palavras vividas
sofridas por uma vida
sem sentido,
sem amor,
mas com esperança!

Vida por viver,
mas sonhada!

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que deste,
mas não recebeste!


Sinto ainda
o eco das tuas palavras
envoltas em lágrimas
que lavarão o passado,
para olhares o futuro,
com ansiedade...

Meu amor
Não aguento mais
Estar longe de ti;
Voltarei sim
com o direito
à nossa felicidade!

José Manuel Brazão


_ _

Caminhamos sempre unidos!



Tivemos
lições de vida,
amor distante,
mas sempre próximo:
tu aqui
e eu aí!


Sentimo-nos!


Viste Luz,
eu serenidade
e caminhamos unidos!


Em missões diferentes,
mas sempre,
sempre juntos,
nos afectos,
nos carinhos
e nas saudades!


Momentos vividos
e não esquecidos,
que constroem
laços de amor!


José Manuel Brazão




[...]



Seguindo em frente,
Levantando, erguendo-se.

O obstáculo está em todo lugar,
Tudo depende onde queremos estar.

Seguindo em frente,
Decidindo, escolhendo...
Não há retorno ao que se deu.
Tudo fica para trás, leve apenas o que é seu.

Seguindo em frente,
Pelas ruas tortuosas, invadidas.
Nesta vida tudo nos faz rir ou chorar.
Nada é perfeito, até mesmo o ato de amar.

Seguindo em frente,
Carregando, sufocando, aguentando.
Quantas lágrimas já molharam o chão?
Quanta tristeza pode sentir um coração?

Seguindo em frente,
Seus olhos são os indicadores.
Tudo se neutraliza, até as dores...

Seguindo em frente!


Graciele Gessner
_ _