sábado, 16 de outubro de 2010

Poeira ao vento





Quem inquieta a Vida,
colhe tempestade.
Perde-se no caminho
e  será poeira ao vento!


José Manuel Brazão

Sem comentários:

Enviar um comentário