domingo, 31 de outubro de 2010

Esse teu olhar



Admiro o teu olhar.
fixo os meus olhos
nos teus…
pensas na vida.
nos sonhos que te invadem,
nas ilusões que tiveste,
nos dramas que esqueceste.

Os teus olhos
procuram os meus gestos,
a minha alegria de viver,
os meus mimos …

Sorris
e os lábios mexem,
com palavras de encanto,
tornando-os sensuais,
desejados
por um amor sonhado,
por um amor contido.

José Manuel Brazão

_ _

Rosa das rosas



Se eu pudesse …
vestia o teu corpo
de rosas vermelhas!
Olhava-te,
seduzia-te …

Ao meu redor,
exalava do teu corpo,
o aroma das rosas.

Desse corpo
de incontida paixão,
tirei uma a uma,
cada rosa vermelha.

Teu corpo ficou belo,
muito belo …
sofri,
perante o meu oásis!!!

José Manuel Brazão

Cada rosa com que enfeitaste meu corpo
De botões desabrocharam-se em flor
E são milhares de botões
Caindo em pétalas de diversos matizes
Todos eles em tons de vermelho-paixão
Lembrando-me cheiros do nosso amor
Forte, intenso e lascivo
Eternizados na beleza e na cor
Comemos cada pedaço dessa maçã-do-amor
Reminiscências de cada momento vivido
E nosso sofrer pela distância
Torna-se belo e calmo
Diante da grandeza do oásis almejado.

Luciana Silveira


_ _

sábado, 30 de outubro de 2010

Esse amor...!


Como sofres,
por esse amor…!

Um dia radioso,
como mereces,
ou um dia
para continuar a esperança,
de um amor ainda para viver,
mas para ser ardente,
caloroso, vibrante,
de braços abertos,
sorrindo
como grande amante
do teu destino,
na busca desse amor
e eu estou aqui
te esperando!

José Manuel Brazão

* À Mulher que tomou conta do meu coração *

_ _

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Percurso de Vida


Caminho longo
percorrido
com obstáculos
que superei,
uns por mim
e outros ajudado!

Por quem?
Alguém!

No caminho longo
encontrei de tudo,
coisas boas e más.
Pessoas
que me davam a mão,
pessoas
que me traziam no coração,
mas ele era artificial!

Uns
ficaram para sempre.
Outros
ficaram pelo caminho!

Eu
continuo o percurso,
caminho longo…

José Manuel Brazão


O criador nos deu o livre árbitrio pra isso!para escolhermos nossos próprios caminhos.
Cada um segue o seu conforme a sua própria escolha,o seu caminho zé é florido!
pq você é uma pessoa muito iluminada e que faz o bem a todos!
Sei que há momentos ruins pra vc,assim como há momentos ruins pra todos nós.
Mais tenha certeza que,Deus e seus Amigos sempre estarão contigo!

Bjô
Nanda Costa


_ _

Um amor assim... só nosso!



Foi um grito rouco
que desatou o nó da minha
Alma...
Mas não ouviste
Partiste levando
Meus sonhos
Vesti-me em luto
Morri várias vezes
a cada manhã.
Desejava uma lápide gélida
E uma porta aberta ao infinito sombrio.
Mas a morte também se foi..


Requesida
Desgrenhada
Andava despida pelos pastos
Até que um olhar
Pousou sobre mim.,
Pediu-me hospedagem
Fechei-me e menti
Deixei que ficasse
Mas nunca cedi..
outonos , invernos
Cizentos hostis passaram
levaram os laços ardis.
Sorria de dia, chorava de noite
E o mais improvável:
Eu sobrevivi.


Sandra Freitas






[....]


Somos
um para o outro!
Tu mulher de paixão
eu suando amor,
dá um grande amor!


Vivemos este amor
em nossos silêncios,
com sofrimentos,
com lutas interiores,
mas com corações
entregues a este amor,
arrebatador,
lindo e profundo.


Sofres muito
por mim.
Vês duas gaivotas a voar
e acenas para a favorita!
Já posou
muitas vezes no teu ombro
e tu choravas
por tanto carinho
e por não a levares contigo.


Sabias
que ela voltaria
todos os dias,
à mesma hora
e aparecia a tua alegria
dum amor vivido,
conquistado
mas tu desejando
mais da Vida!


Continuamos
os nossos silêncios,
a nossa cumplicidade,
sempre com saudade,
até ao momento
em que este amor;
será eterno amor …
pela noite!


José Manuel Brazão

_ _

A Gratidão

A GRATIDÃO



Caminhei no jardim florido do seu coração
tantas flores contei nele,
mas cada uma delas é unicamente especial!


Pessoa que transborda amor e compaixão.


Tens uma mão sempre estendida ao que precisa!
Jamais esquecerei que passei em sua vida
e que em minha lembrança viverás!


Tão amado amigo,
que minhas lágrimas colheu,
e delas lindos poemas nasceu.


Eu te admiro muito
e o meu carinho é imenso!


ISA




[....]


Como existe em ti
o belo sentimento
da gratidão,
a tua gratidão!


Encontrei-te
desfeita,
ultrajada,
consumida,
desorientada,
sem um rumo!
Viveste
muitos sofrimentos,
silêncios, angústias,
tristezas,
incertezas,
dores de Alma,
quase destruída!


Ajudei-te,
sarei feridas,
retirei medos!


Renasceu
em ti, outra mulher,
que sentiu Luz,
não mais se sentiu só!


Enriqueceste
a generosidade,
a bondade,
o carinho e o perdão!


Tivémos o nosso reencontro
e sempre unidos
numa amizade pura,
não teremos mais desencontros
e sentirás a minha presença,
para tua serenidade!


José Manuel Brazão

_ _

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Esse teu olhar é a poesia que eu entendo!


Leio os teus poemas
e sinto
que escreves o amor
sonhando,
lutando,
tornando-o
emocionante,
suave, doce!

Esse teu olhar
percorre a Vida,
na busca
do teu ideal de Vida!

O teu anjo,
o teu
anjo meu,
sorri,
mas ajuda;
ajuda sempre
com a sua mão,
o seu olhar
a sua voz
e o seu coração
pulsando
bondade e amizade,
com laços de amor!

Esse teu olhar…
é poesia que eu entendo!

Sabes
que está sempre perto,
o teu
anjo meu!

E ficará
esse teu olhar
e a tua poesia que entendo!

José Manuel Brazão



Um dia te encontrarei...

_ _

Teus olhos são diamantes!


Mulher admirável
com determinação,
mas de generoso coração,
estás comigo
no momento certo,
que precisamos do Amigo!

No tempo
cultivámos a Amizade
que cresceu,
cresceu muito;
que ninguém
de jeito algum
nos separará!

Quando penso em ti
e vejo a tua imagem
na foto preferida,
noto os teus olhos,
muito brilhantes,
como diamantes,
na mulher
que no seu todo,
para mim
é uma pedra preciosa!



José Manuel Brazão


* Assim é a minha queria Amiga a Poeta Sandra Freitas *

_ _

Angústia dum amor


Foi belo
o amor que te dei
e os momentos vividos,
que não se repetem,
apenas ficam
na memória do tempo!

Foi belo
aquele amanhecer
que gerou dentro de ti,
a paixão, o amor
nunca antes vivido
e que voou
pelo mar imenso
e nos juntou
num sentir
forte,
muito forte,
que parecia eterno!

Um eterno
enquanto durou…

Até anoitecer…

Ficam marcas
desta paixão,
deste amor original,
distante
que uniu corações
que só nós entendemos
e o destino...

José Manuel Brazão

"A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida."
Vinicius de Moraes



_ _

Palavras sorrindo...



Quando te leio
ou ouço,
sinto
as palavras sorrindo!

Palavras envoltas
em generosidade,
que só tu sabes…

Conforto-me
com a tua imagem,
sempre atenta
no meu bem estar!

Nada pedimos,
apenas
laços de amor
nesta felicidade,
vestida de amizade,
neste caminho
de encanto,
muito encanto!

Palavras,
palavras sorrindo
e sentimo-las…

José Manuel Brazão


_ _

Nunca morri, apenas adormeci perante a vida!



Não,nunca morri,
apenas adormeci
perante a Vida!

Quando acordei
questionei
os sonhos havidos,
a sua razão,
o meu optimismo,
a minha esperança,
a minha doação.

Deixei
o tempo correr;
em cada instante
oportunidades perdidas,
mas valeu a pena
este percurso de Vida,
porque acordei a tempo
de recuperar
o tempo adormecido
e ter-te conhecido!

José Manuel Brazão

*Ao ler o texto “Você é a razão” de Graciele Gessner gostei tanto da frase final, que dei título a este poema*

_ _

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Afectos


Onde estão?
Parecem perdidos,
por onde andarão?

Eu tenho os meus
e dou,
dou ao próximo
sem pedir nada.

Por isso os procuro
e não encontro.
Neste desencontro,
paro e penso:
não os mereço?

Com esperança
vejo uma Luz
e agradeço:
são afectos os que recebi …

José Manuel Brazão

__ _

Quando penso em ti!


Quando penso em ti
Sinto-me navegar
Em um imenso mar de paixão
Solto minhas asas
Vôo na imensidão

Quando penso em ti
Penso também em mim
Pois a tua sombra em mim habita
E coabita com os sonhos meus

E quando paro
Para pensar na minha vida
Vejo a tua vida também
Na minha refletida

Teus passos
Teus gestos
Teus desejos
Tudo vejo
Quando penso em ti

E se em algum dia eu vier a me esquecer de ti
Podes ter a certeza que também me esqueci de mim
Porque minha vida pertence a ti
E a sua vida a mim pertence

Assim como o luar pertence ao imenso mar
Assim como a flor pertence a terra que lhe alimenta
Pertenço a ti
E em ti me reinvento
Renasço
Nas tuas forças me sustento
Repouso em tuas asas

Nanda Costa




[....]

Pensar em ti
é voar por aí.
Libertar a tristeza
conquistar a alegria,
não me sentir só!

Pensar em ti
é sonhar
com a mulher cautelosa,
sensível, gentil,
generosa,
muito subtil!

Pensar em ti,
é amar
a mulher generosa,
por um amor crescente!

José Manuel Brazão


_ _

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Recordo o dia...





Recordo o dia
que nos conhecemos,
como se fosse o presente!

Amanheceu em nós
um Sol
que nos iluminou
e virou
um grande amor!

Vivido
com sonhos,
realidades
que marcam
as nossas Vidas!

Um mar imenso
entre nós,
mas sentimos
a chama,
o encanto
desse amor!

E o futuro
virá até nós
para vivermos
esta Amizade,
muito nossa,
que durará
enquanto o tempo
for tempo!

José Manuel Brazão



"Cada um que passa na nossa vida,
Passa sozinho...
Porque cada pessoa é única para nós,
E nenhuma substitui a outra...

Cada um que passa n...a nossa vida,
Passa sozinho,
Mas não vai só...
Cada um que passa na nossa vida,
Leva um pouco de nós mesmo,
E deixa-nos um pouco de si mesmo...

Há os que levam muito,
Mas há os que não levam nada...
Há os que deixam muito,
Mas há os que não deixam nada...

Esta é a mais bela realidade da vida.

A prova tremenda
da importância de cada um,
É que ninguém se aproxima
do outro por acaso..."

(de, Antoine de Saint Exupéry)


_ _

Noites belas


A poesia
dá-me a dimensão
do carinho e da confiança
que os outros sentem
em minhas palavras
expressas
pelo pensamento
e pelo sentimento.

Todas as noites
desfilam perante mim,
quem me leu,
reflectiu e comentou!

E eu fico
no meu canto de inspiração,
sorrindo,
alimentando minha alma,
para melhorar,
para dignificar a poesia!

Após este tempo,
as minhas noites,
tornaram-se
noites belas…

José Manuel Brazão






_ _

Admiração pela Poesia e pelos Poetas


Escrever e publicar, nomeadamente, na NET permite criar-se um elo de ligação entre Autores e Leitores, que muitas vezes entram nas nossas vidas privadas e crescem e fortalecem futuras relações de Amizade e de Amor!

Eu recebo muitos contactos em que me enviam flores, desejam felicidades e mensagens emotivas e sensibilizantes.

Entendi publicar um exemplo, que representa tudo o que descrevi!

Bem hajam todos os que me têm concedido a sua simpatia, carinho e reconhecimento pelo homem e pelo escritor!

José Manuel Brazão

Um presente em mensagem

Foi Deus,
que me entregou de presente você.
no teu sorriso hoje eu quero viver..
no teu abraço encontrei minha paz!!

Valeu ter esperado o tempo passar.
para de uma vez meu amor entregar..
e não sentir solidão nunca mais.

Uma leitora Amiga dos meus Blogs


_ _

domingo, 24 de outubro de 2010

Recordando: Perdoa-me (ISA e ZÉ)


Perdoa
este amor assim!

um amor
arrebatador,
sem limites,
mas querendo
teu corpo e tua alma!

Um amor
que sinto
sem saber explicar,
mas apenas viver
com ele
e para ele!

Porque pedes-me perdão
se este amor tirou-me do chão.

Um amor
que morrerá comigo,
porque
só eu o entendo,
só eu o sinto
e quero sofrer
Assim…

Não sofras pois esse amor 
amou-me tanto que deu-me vida
Perdoe-me por sorver tanto desse amor!

ISA

José Manuel Brazão





_ _

O meu poema: 26 de Outubro


Beijo de LUZ  para ti João
e a tua Glória Eterna

26 de Outubro
João Grossi




José Manuel Brazão
_ _

Súplica e Entrega


Mais uma vez
te suplico calada,
grito emudecida,
que antes de matar-me
olhe bem nos olhos meus
e veja se não são seus, esses
braços que descansam
sossegadamente em minhas teias.

Outra trinca em minhas veias
não sei se posso suportar
então te silencio pela
derradeira vez:
se já tomaste a decisão
de partires meu coração
siga em frente
mas lembre-se,
é você que vive inteiro dentro dele.

Sandra Freitas



[....]

Nunca partiria teu coração
e não precisas de suplicar
em silêncio,
porque nosso amor
está bem vivo!

Sentes meus braços
enlaçados em ti
numa paixão
presente e ardente,
em que nossos corpos
vibram de desejo permanente,
para serenamente,
me sentires dentro de ti!
Entregas-te confiante
e eu viverei
em teu corpo, sempre!

José Manuel Brazão

_ _

sábado, 23 de outubro de 2010

PAIXÃO: pelo Poeta ou pelo Homem?


A Vida tem-te confusa,
perdida na história,
sem história!

Pensas
que tua Vida,
tua história,
conheceram a Luz
que tu procuravas:
um poeta…
ou um homem?

Teu coração
falará a razão:
ou o homem,
ou o poeta,
ou
nem um , nem outro…
carências, apenas carências!

José Manuel Brazão

* Um poema por uma situação que vivi: "acordei-a" e não me servi da sua fragilidade *

_ _

Meu anjo Rafael (Rafa)


Seres criança
é um raio de esperança
que guardo em mim!

Seres criança
e o meu anjo Rafael (Rafa)
se instala
no meu corpo e alma!

Seres criança
e teres amor por mim
me deixa sem jeito
me deixa
eternamente em ti!

José Manuel Brazão


Para o meu querido Amigo Rafael-Rafa com sete anos e pureza na Alma


_ _

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Memória do tempo




Recordo,
as primeiras palavras;
palavras vividas
e revividas,
com saudade
da tua mocidade!

Nasceu a amizade:
envolvida em mares,
nunca navegados,
envolvida em palavras,
palavras sentidas,
cobertas de emoção,
por vezes:
vestidas de paixão!

Recordo,
muitas palavras,
de amor,
amor ao próximo,
com autenticidade
e cumplicidade,
que guardo no tempo,
na memória do tempo …


José Manuel Brazão

_ _

O tempo é sábio - Memória do tempo



O tempo é o sábio

O tempo é precioso!
Cada minuto vivido
Pode ser ou não momentos mágicos.

O tempo nos tira a beleza...
Cada instante uma nova lição,
Uma nova aprendizagem,
Para não cometer os mesmos erros.
O tempo nos tira a juventude,
Mas no interior permanecemos belos.

O tempo está passando,
Não se esqueça da terra
Está esperando por nós.

Tenhamos uma fortaleza de alegria,
O tempo nos concede a sabedoria.
Sabedoria adquirida de erros, de falhas.

Deus nos guia sempre.
Dando-nos a orientação de nossa vida.
Não devemos nos abater pelo desânimo
O tempo é a melhor solução...

Sejamos sábios iguais o tempo!

Graciele Gessner




Memória do Tempo

Recordo,
as primeiras palavras;
palavras vividas
e revividas,
com saudade
da tua mocidade!

Nasceu a amizade:
envolvida em mares,
nunca navegados,
envolvida em palavras,
palavras sentidas,
cobertas de emoção,
por vezes:
vestidas de paixão!

Recordo,
muitas palavras,
de amor,
amor ao próximo,
com autenticidade
e cumplicidade,
que guardo no tempo,
na memória do tempo …


José Manuel Brazão

_ _

Momento feliz




Sinto o teu corpo
acariciando o meu,
beijando-o com paixão,
palpitando teu coração,
que nos levará
ao tecto do amor!

Neste amor
todo arrebatador,
teus olhos brilhantes,
viram falantes,
dizendo:
és o homem,
o amor da minha vida!

José Manuel Brazão

_ _

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Dorme meu menino! (João Grossi)

<
Dorme esse sono tranquilo,
na Paz dos Anjos,
nesse Além do Azul
cheio de estrelas cintilantes
e um dia
estaremos junto de ti...
.
Dorme meu menino!

José Manuel Brazão

JOÃO: O teu aniversário no Céu e com todos. nós

_ _

Pérola poética


Escrevi palavras,
muitas palavras,
com pensamentos
e sentimentos,
que fizeram de mim
um homem
com momentos
de beleza e tristeza,
de encanto e amor!

Escrevo o que sinto
na minha poesia...
Poesia
que se revejam nela
como um reflexo da Vida!

Reflexo
do que observo,
sinto ou desejo!

Para uns
são pérolas poéticas,
para mim
apenas as minhas pérolas!

José Manuel Brazão

Dedico à minha querida Amiga e Poeta Marilandia Marques Rollo a quem devo o título do poema.

_ _

Quando te vejo...


Quando te vejo
fico triste
pela mulher que deves ser,
mas que não conhecia...

Todo o tempo
é tempo da descoberta
duma alma irmã!

Por ti
tudo farei
como pelos outros
que me acarinham
e me entendem,
até eu partir.

Vivo
e convivo
num amor incondicional,
de entrega
que alguns não entenderão,
mas a voz do meu coração
escolhe o melhor para o meu caminho!

Nas mãos da Vida
e dos outros
estarei sempre
por Amor!

José Manuel Brazão


* Para ti e por ti o meu poema de gratidão *


_ _

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Quando amanheceu dentro de ti


Viste a minha imagem,
que te pareceu;
a luz da tua vida!

O teu Sol raiou
e saíste da noite
de solidão sem fim!

Dias
e mais dias viriam,
sem entenderes,
que eu não era o Sol,
a luz, a esperança,
mas um homem,
apenas um homem
nesta Vida,
que valorizou a Mulher
generosa
carente de compreensão,
harmonia e amor!

Tudo isso te dei
e foste a Mulher
que muito amei
para conquistares
a vida sonhada!

Tudo me deste
em gratidão,
paixão e amor,
numa entrega
dum completar o outro!
..................
..................

Passou tempo ...

... e hoje existe
o amanhecer de cada dia,
dentro de ti e de mim!

Seguiremos sempre juntos,
com uma amizade de coração,
mas com destinos diferentes,
sempre com fé e esperança
que dias melhores virão
e que nos reencontraremos
num amor para além da Vida!

José Manuel Brazão

* Para ti, para nós o poema do nosso futuro e destino *



_ _

A lágrima que sorri





Juntos
no nosso jardim,
contemplamos a Natureza,
a sua rara beleza
e recordamos
os momentos felizes
que vivemos
por outro bem
que é o Amor!

Nunca esqueceremos
esses momentos
emocionantes,
de encantamento,
de fascínio apaixonante!

Olhamos
e em cada um de nós,
rola
uma lágrima que sorri…!

José Manuel Brazão


_ _

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Sou quem sou!



Sou
o que a vida me permitiu,
sou
o que na vida me sorriu,
me entristeceu,
me enlutou…


Sou
um amigo da paz,
da tolerância
e do Amor…


Sou
um amigo fiel,
sempre ao lado
dos fracos,
dos aflitos,
dos carentes.


Sou
um homem
que defende
a dignidade,
a honra
e a verdade!


Sou
o que outros pensarem,
mas, sou quem sou!


José Manuel Brazão




És quem és, e ainda bem que serás sempre assim.
Um grande beijo desta tua sempre amiga.
Vanda Paz



"Amor é dado de graça, é semeado no vento, na cachoeira, no eclipse. Amor foge a dicionários e a regulamentos vários."
Carlos Drummond














_ _

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Esta saudade...


Esta saudade
de ti, longe
me enlouquece,
mas o amor fortalece!

Esta saudade
de ti, me aproxima,
quando te ouço:
te amo…
Me serena,
mas fica saudade!

Esta saudade
não vai embora,
nem a paixão,
nem este amor
ardente,
de chama viva,
que nos ilumina
neste amor
nosso,
muito nosso
mesmo
com esta saudade…!!

José Manuel Brazão


_ _

Nostalgia


Sim,
Há muito não escrevo pra ti.
Mas as ondas que se quebram
em minha pele
são maiores.
E me impulsionam
a abrir a chancela das palavras.
Todos os meus poros
suplicam por seu calor,
Por seu abraço.
É um querer mais que a mera união de dois corpos sedentos.
É a união de duas almas famintas,
por um desejo perdido no tempo,
Perdido no espaço.
Roubado por uma estrela cadente.
Um desejo que
talvez jamais se concretize.
(Não nessas órbitas reais.)
Então me restam os sonhos.
Assim não desfaleço,
e rego a secura das minhas entranhas,
que aguardam desde sempre
pelo selo do teu amor.

Sandra Freitas



[...]

Foram tantos
e tantos poemas,
poemas de amor
que te fiz!

Tu e eu
nascemos para a Poesia,
para encantar os outros,
alimentando as suas almas!

Quantas vezes
sofríamos nas nossas Vidas
e a inspiração,
superava tudo isso!

Os poemas que te fiz,
sentidos pela voz do coração,
derramaram amor,
muito amor,
que te comoveram
e davam forças
para sair de ti
Um outro poema,
suave,
expressivo,
emocionante,
iluminando
quem o lesse!

Dos poemas que te fiz,
ficam os sentimentos,
nas palavras
que o Poeta não renega
e guarda em seu coração!

José Manuel Brazão

f_ _

Sentimentos


Costurando palavras
Bordando sentimentos
Vou tecendo esse véu
Que paira sobre nós
A lua acesa no céu
Desfazendo os nós
Rompendo auroras
Na fraca luz do quarto
Abraçada ao travesseiro
Sonhos refazendo-se
Deixando apenas
O que nos resta
Colagem de alquimia
Enxoval de quimera
E tudo mais é amor
Silêncio e luz
E tudo mais é paz.

Luciana Silveira




[..]

Todos os dias
penso em ti,
como se estivesses aqui!

Anseio
por este amor
um amor em palavras,
como se fossem
cartas de amor!

Um dia
neste convívio lindo,
beijámo-nos,
muito…
…sentimos prazer,
olhámos fixamente
e sem palavras
mas com um olhar
de mil palavras!

Aquele beijo
será sempre
aquele beijo…

José Manuel Brazão

__ _

Ausência



Nesta tarde gélida,
sinto a tua ausência!


Sento-me
junto à lareira,
recordo o passado,
com fotos.
Cada uma tem
significado,
momento,
ou evento!


Por mais voltas
que dê ao passado,
não devo continuar;
sentindo a tua ausência!


Cresce a saudade
e a minha vida anoitece!


José Manuel Brazão



_ _

domingo, 17 de outubro de 2010

a concha







Vives nessa concha
em que sentes protecção,
mas não vives
a vida que sonhas
e desejas!

Vives um mundo
só teu,
vives um silêncio
de amor sofrido!

Um sofrimento
sem limites,
mas
o teu pensamento,
está na concha
e no coração de alguém…

José Manuel Brazão

sábado, 16 de outubro de 2010

Poeira ao vento





Quem inquieta a Vida,
colhe tempestade.
Perde-se no caminho
e  será poeira ao vento!


José Manuel Brazão

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Entrega


Não me deixas ficar mais assim...
Ansioso como estou
por te ter,
com o teu coração
explodindo desejo,
pelos meus versos
escorrendo amor
que percorrem
todos os pedaços
do teu corpo
da tua alma,
enfim …
com a tua vontade
de me querer agora,
Dou-te tudo …
o amor …
este amor louco,
que me provocas
com a tua sede de me beber!

Dou-te tudo …
o que me pedires,
até me sentir dentro de ti!

José Manuel Brazão

_ _

A pomba que desejo!


Voas,
voas por aí,
sem descanso
na busca constante
e em cada instante,
de paz, harmonia
e amor!

Cansada,
mas não desistes;
sentes em mim
a tua força interior
e caminhamos
sempre
com mensagens,
e imagens
de poesia com Luz!

Neste pensamento
que nos pertence,
só tu
és a pomba que desejo!

José Manuel Brazão



MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com