sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Pais disponíveis


Em tempos pensava qual seria o tipo de vida dos pais sem filhos, quando chegassem a uma idade mais avançada .

Sentir-se-iam sós? Entregar-se-iam ao voluntariado? Ou deixariam a vida decorrer?

É interessante ter encontrado nos meus Amigos Aurora e Fernando a desmistificação das minhas terrogações.Eles estão ocupadíssimos na missão de pais disponíveis há bastantes anos. Entregaram-se como orientadores e conselheiros de jovens que conheço, e de todos os outros jovens e mais velhos que necessitam das suas palavras e dos seus gestos.

Sei que dão com muito amor! Eu próprio já sou exemplo disso!

Vejo neles uma felicidade como se fossem pais biológicos.

No entanto, não precisam dessa condição ou qualificação, porque a Vida concedei-lhes esta missão .

Que o digam os beneficiados com o seu Amor e dedicação!

José Manuel Brazão



MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Sem comentários:

Enviar um comentário