domingo, 11 de julho de 2010

Nós perante a Vida (Graci e Zé)


Ah sim! A vida anda me pregando algumas surpresas, do tipo que não se encontram explicações, apenas vai acontecendo e vamos tentando entender.

Amores vêm e vão, alguns retornam, outros voltam como bons amigos. Há de ter alguma explicação lógica para tudo isso. Será que em outras vidas deixei pendências com estas almas? Ou qual motivo de nos reencontrarmos?

Sinceramente, ando aprendendo “a vida dá muitas voltas”. Como se a ação ou o pensamento tivesse alguma ligação na reação, como forma de resposta. Chego a deduzir que os pensamentos que são gerados em nossa mente pudessem ser transmitidos pelo universo, e como num passe de mágica obtivéssemos as devidas respostas. Ando intrigada com certas coisas, mas confesso que tudo isso tem me feito muito bem!

Sempre desejei encontrar na vida alguém que fosse capaz de me entender, que entendendo me compreendesse, e compreendendo aceitasse como eu sou. Para a minha grande surpresa encontrei, e a aceitação é recíproca.

Nestas idas e vindas a vida deu muitas voltas, e aprendi, amadureci, sofri, me iludi, amei, caí, levantei, segui e continuo seguindo as escolhas que eu mesma optei.

As voltas que a vida deu me apresentaram pessoas insubstituíveis; muitas que não fico longe sem obter notícias, outras que tenho certeza serão passageiras, e outras que estão todos os dias comigo. Sei também que a vida dará muitas outras voltas e que a separação um dia será inevitável.

Contudo, foram nestas voltas da vida que encontrei você, que por alguma razão sem explicação entrou na minha vida. Acho até que não tive muita opção, a própria vida se encarregou de nos apresentar.

A vida deu muitas voltas, isso é fato. A vida é uma constante evolução, as nossas escolhas determinam o caminho, e no final acredito que tudo acabe dando certo.

Graciele Gessner


[...]


Pelas minhas posições perante a Vida poucas pessoas me compreendem.
É um grupo muito restrito.

Pessoas que convivem comigo há muitos anos, mas tenho um caminho a percorrer. Uma missão a cumprir.

No meu cantinho faço constantes auto-reflexões para tentar melhorar os pontos fracos (corrigir os meus erros). Tarefa difícil, mas convém persistir!

Naquilo que estamos bem na vida, aí ganhar forças para prosseguir!

Neste aspecto de “estar bem com a vida” tenho muita gente a rodear-me; em cada dia conquisto pessoas que com o tempo se tornam meus amigos!

A esses vivo no meu silêncio as suas alegrias e as tristezas. Como se fossem minhas!

Esses amigos sentem que eu os compreendo e confortam-se por serem compreendidos.

Está em mim a facilidade da compreensão como se as conhecesse há muito tempo.
Algumas só as conheço através da Net, mas nasce uma “magia” como se nos conhecêssemos há muito tempo! Imagino-as!

Nasci e quero terminar o meu caminho com a maior evolução possível em que prevaleça o amor, tolerância e compreensão! Compreendo…

E é por tudo isto, que a Vida dá tantas voltas, que o destino permitiu conhecermo-nos e eu provavelmente estar incluído num dos textos mais maravilhosos que já te li e me deixou sem jeito, quando escreves sobre este tema!

José Manuel Brazão



MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Sem comentários:

Enviar um comentário