domingo, 4 de julho de 2010

Instantes (Vida) ...


Minha vida
correu veloz,
tão depressa
que o passado
saltou para o presente
quase não me deixando
reflectir o que se passou
e permitir
que erros fossem corrigidos!

Mas sentindo a vida
como instantes,
parei...

... e vi que o caminho
era curto, tudo parecia fácil,
mas não...
Eu teria o meu rumo previsto
que não permitia desvios...
Aí a minha Vida não teria jeito,
mais se complicaria!

Apareceu uma luz, a Luz (tu)
que me estendeu a mão
e me levou pelo caminho
que ela em tempos buscava...
Vimos uma claridade,
que nos transportou
para caminhos
nunca antes vistos
ou sequer maginados!

Caminhos
que sabíamos o seu nome:
Caminhos de Luz!

E chegados aí,
aprendemos tudo
o que poderá
uma Mulher e um Homem
aprender da Vida!

O que somos,
quem somos
e para o que viémos!

José Manuel Brazão


Após a criação do poema a Luz desapareceu e eu tive de renascer e recaminhar até ao sorriso final!


Ao ler o seu poema, não ficou o eco apenas, ficou a LUZ que senti vir de Jesus e num abraço profundo, vi o seu sorriso bem profundo na luz que aquece o mundo!!!

Amei ler o seu poema feito de verdade e sentimento, repleto de sensibilidade...
Viajei na luz!
Deixo um rasto de luz e um sorriso!
Abraço de paz e muita luz!!!

Alice Barros



MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Sem comentários:

Enviar um comentário